“Perdi 30 kilos com zumba” Conta Juliana que desistiu da redução de estômago

0
147

Oi gente, estou aqui hoje para contar um pouco sobre a minha vida e minha constante briga contra a balança…
Desde que nasci sempre fui uma criança, como diria minha mãe, mais cheiinha… Mas até aí, as pessoas achavam lindo bebês acima do peso, eles são bochechudos e muito fofos. Hoje sabemos que isso está longe de ser saudável…

Durante a minha infância, devido à má alimentação, continuei ganhando cada vez mais peso…
Nessa fase eu não ligava muito para isso, afinal eu era uma criança ativa e estava em fase de crescimento, e as outras crianças ainda não “tiravam uma” comigo por causa do meu peso, que não era assim tão alto, era apenas uma menina mais gordinha…

Na adolescência, aí as coisas complicaram, comecei a ser motivo de piadas, olhares, risadas e muitas outras coisas, mas mesmo assim continuava comendo cada dia mais…
Nessa fase comecei a apresentar sintomas de depressão… Tinha alguns amigos, diga-se de passagens bons amigos, os quais levo até hoje…

A depressão eu só notei muito tempo depois quando vieram outros sintomas que vou descrever mais tarde…
Por volta dos 11 a 12 anos eu fazia de tudo para não ter que ir para a escola, não suportava ter que estar lá, as pessoas me olhavam diferente, riam; acho as vezes que isso era coisa da minha cabeça, mas naquela época me incomodava muito…
Quando chegou a época de “namorados”, aí a coisa degringolou de vez!!! Nunca consegui namorar o “cara”que eu queria, pois mais uma vez eu era “aquela lá, a gordinha”… Até conseguia “ficar” com alguns meninos legais, mas para mim estava tudo errado, e novamente me “afogava” na comida, afinal a comida me trazia uma sensação muito boa…
Depois até os 15 anos esse comportamento foi só piorando… Comia a cada dia mais, minha mãe afinal cozinhava muito bem…

Aos 16 anos finalmente, após a segunda reprovação, consegui convencer meus pais de me trocarem de escola, quem sabe assim, conhecendo novas pessoas eu pudesse me sentir menos excluída… Fui para uma escola “mais liberal” com relação ao comportamento dos alunos, logo fiz novos amigos… Minha alegria durou pouco… Em abril do mesmo ano (1999) minha mãe faleceu, novamente veio a depressão, mas desta eu não me afoguei na comida, muito pelo contrário, me matriculei em uma academia e comecei a perder peso, pois estava viciada em exercícios, lutas e dança…

Nessa época até consegui namorar com quem eu gostava, afinal não era mais a “gordinha”, mas ainda estava longe de ser magrinha… As piadinhas ainda existiam, por causa do peso, das minha manias e por outras coisas também… As brincadeiras me incomodavam menos nessa época, afinal eu tinha um namorado!!! Mas infelizmente minha ETERNA insegurança e outros problemas que a baixa alto estima me levaram a ter, acabaram com a minha relação…
Ainda bem que ele é uma pessoa muito legal que a nossa amizade continua até hoje, ele sempre me dizia: “Acredite em você… Seja você… Confie em você…” PS.: Se ele ler isso vai rir muito…
Já com 18 anos (2001), no cursinho e longe da academia, conheci o Marcello que hoje é meu marido… Longe das minha atividades e preocupada com o vestibular comecei novamente a ganhar peso…
Em 2002 entrei para a faculdade de Medicina Veterinária, aí sim, larguei mão do meu peso de vez e ganhei em 3 anos uns 15 kg e desenvolvi outros transtornos além da depressão…
Em 2005, mais um “tombo”, no final do 4º ano da faculdade, meu pai faleceu… Daí começou meu desespero e a minha revolta com a balança, até o final da faculdade havia ganho por volta de 10 kg…

Em 2007 veio meu casamento, e eu já estava com 30 kg a mais que o meu menor peso… Era para ter sido um dia especial, no dia até foi, mas depois vendo as fotos eu me via feia e gorda, mas fazer o que eu tinha alguns problemas hormonais que dificultavam a perda de peso, tinha uma depressão, e no final me conformei com isso…

 

De 2007 a 2012 tenho poucas fotos, apesar de ser uma amante da fotografia… As fotos minha que eu tenho desse período foram tiradas por amigos…

juliana-baldassarri-bizzarri-antes-depois-best-fit historias-de-sucesso-na-bestfit

Em 2012 eu finalmente cheguei no máximo do meu peso, 40kg a mais… Um belo dia me vi na foto do meu aniversário e não me reconheci… Foi a cena mais engraçada, eu virei para o meu marido e perguntei: “Essa aqui sou eu?” e ele respondeu: “É sim!!!”, foi quando eu comecei a chorar e disse que eu mudaria, procurei um endocrinologista para tratar os problemas hormonais que eu tenho…
Mas o conformismo em ser gorda era maior do que a vontade de perder peso. Foi quando eu vi uma foto no Instagram da Bella Falconi e resolvi que eu também poderia ser uma pessoa magra e saudável, foi aí que eu comecei a transformar minha vida, transformei minhas atitudes, meus pensamentos e minha alimentação…

 

Juliana Baldassarri no programa Bem estar na rede Globo
image5

SHARE
Previous articleNhoque de Batata Doce- Idéia Saudável
Next articleTendência do Long Bob, corte médio
A Best Fit foi criada em 2008 com o objetivo de oferecer produtos e artigos diferenciados, de uma maneira diferenciada. Nosso foco, desde o início, foi oferecer artigos esportivos, moda fitness e beachwear com alta qualidade e com a excelência no atendimento, o que só foi possível com a parceria dos melhores fornecedores do mercado e com o desenvolvimento constante de uma equipe comprometida, envolvida e atenta à satisfação do cliente. Oferecemos os melhores produtos, contribuindo para a qualidade de vida por meio das práticas esportivas! Além de uma grande variedade de roupas para fitness e artigos esportivos, a Best Fit tem um atendimento diferenciado, no ritmo do seu treino!

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here